Psicólogos do Rio Grande do Sul debatem o papel da Avaliação Psicológica nas Políticas Públicas

A Comissão de Políticas Públicas do CRPRS promoveu na última sexta-feira (12) Reunião Temática sobre Avaliação Psicológica no Contexto das Políticas Públicas. O encontro, que envolveu cerca de 20 psicólogos e contou com a participação da Presidente da Comissão de Avaliação Psicológica, Vivian Roxo Borges, teve como objetivo proporcionar a troca de experiências e reflexões sobre o trabalho dos profissionais da área.

A reunião faz parte de uma série de eventos promovidos pelo Sistema Conselhos, que elegeu 2011 como o Ano Temático da Avaliação Psicológica. As ações do Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia sobre o tema podem ser conferidos no site http://anotematico.cfp.org.br.

Debates e reflexões – Segundo a conselheira Vivian Roxo Borges, a maioria das denúncias que chegam para avaliação do CRPRS estão relacionadas à área de Avaliação Psicológica. Neste sentido, Vivian propõe que o uso e o desenvolvimento dos testes psicológicos não fiquem restritos aos aspectos psicométricos. “Além da preocupação com o caráter científico dos instrumentos, também precisamos refletir sobre as implicações éticas da nossa atuação”, salientou.

A conselheira ainda salientou que, embora os testes aplicados resultem muitas vezes em limitação de direitos, a Avaliação Psicológica não pode se limitar a este papel. “Com as escolhas adequadas e o respeito ao indivíduo, a aplicação dos testes não resulta na estigmatização do sujeito, mas fornece informações que podem ajudá-lo no desenvolvimento de suas potencialidades”, enfatizou.

No fechamento do encontro, Vivian convidou os profissionais interessados a participarem dos debates desenvolvidos nas reuniões da Comissão de Avaliação Psicológica. As reuniões da comissão ocorrem nas segundas quartas-feiras de cada mês, às 16h, na sede do CRPRS (Av. Protásio Alves, 2854/301, Porto Alegre/RS).

Esta entrada foi publicada em Eventos Regionais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta